Categories
Uncategorized

Comi Minha Filha Anjinha

Comi Minha Filha Anjinha
Fui pai muito cedo, sempre fui bem tarado des de criança até os dias de hoje, minha filha nasceu quando tinha 17 anos, casei muito cedo, minha esposa e uma gostosa seios normais e uma bunda suculenta, não tao grande mas apetitosa, minha filha foi crescendo e puxando a genética da mãe, porem com meus olhos que são castanhos, minha filha a medida que crescia me chamava mais atenção, tentava não ser tentado por isso, mas quando a via pela manha só de pijaminha com a alça caindo e o bico do peito aparecendo, meus extintos de homem falavam mais alto.

O relato que irei contar foi a primeira vez que investi na minha filha, ela já tinha seus 19 anos quando não aguentei mais e dei algumas investidas, minha filha um anjinho mas já notava seus olhares em mim, quando estávamos a sós ela ia no quarto tirava a roupa e passava para o banheiro só de calcinha, não preciso nem falar que meu pau na hora ficava duro e eu precisava sair correndo pra homenagear ela no banheiro do meu quarto. A safada fazia de propósito só para me provocar, adorava porem ficava com peso na consciência.

Certo dia, entrei sem bater no seu quarto e ela se assusta pois estava deitada na cama só de calcinha se masturbando, ela tentou disfarçar pois estava com o lençol por cima, então falei:

– Querida vamos no mercado comigo, preciso comprar uma vodka.
– Ta bem pai, vou só trocar de roupa (respondeu trêmula)

Então, no caminho para o mercado eu comentei o que tinha visto, que era normal na idade dela se masturbar, e que não se preocupasse que não iria falar a ninguém, mas que trancasse a porta, na hora ela ficou branca sem saber o que falar mas acabou falando uma coisa que quase me fez parar o carro e come-la ali mesmo;

– Papai, e se eu precisar de ajuda?

O silêncio prevaleceu e fomos calados para casa, nesse mesmo dia minha esposa precisou viajar, ela trabalhava em uma empresa em que tomava conta de vários estabelecimentos, e nessa viagem ficaria fora por 5 dias, apos minha esposa sair de casa, já de mad**gada eu deitado em minha cama, noto minha filha olhando para mim através da porta entre aberta e notei que ela estava se masturbando, então criei coragem e me virei de barriga pra cima revelando meu pau ( não tao grande mas 18 cm) pois durmo sem cueca, notei que minha filha ficou la então ela fez algo que me surpreendeu, ela entrou no quarto, na hora meu pau ficou naquele meio duro meio mole, ela começa a alizar meu pau e de repente ela da uma lambida, na hora ele endureceu, e ela começa a chupar com cuidado para que eu não acordasse. queridos leitores, não importa o que diga, nada vai descrever a sensação que tive, não aguentei e gozei na boca dela, gozei pouco pois antes de dormir havia batido uma punheta, mas ela engoliu e falou:

– Sabia que você tava acordado, você não sabe a quanto tempo eu quis provar sua porra.

Então respondi:

-Pois venha provar mais.

Segurei ela pelos cabelos e fiz ela chupar meu pau até ele endurecer de novo, então joguei ela na cama e falei “agora e minha vez” e comecei a chupar sua buceta, nossa e que buceta, era igual a da mãe, mas sem pelo algum e bem durinha e rosinha, nossa e como chupei sua buceta, chupei tanto que ela ficou vermelha de tanto sugar ela, então comecei a lamber seu cuzinho gostoso coloquei ela de quatro e fiquei chupando, do cuzinho pra buceta da buceta pro cuzinho, acho que fiquei ali por uns 10 minutos quando ela pe interrompe e fala:

– Já vi que você adorou me chupar, me fez gozar 3 vezes já, mas agora quer que você me c***.

Então obedeci, e comecei a comer ela na posição de papai e mamãe, meu pau praticamente foi chupado pra dentro de tão molhada que ela tava, a buceta dela era realmente gostosa, parecia que estava me chupando, não aguentava mais, anunciei que iria gozar, então ela trava suas pernas em minha cintura me impedindo de sair, gozei tudo o mais fundo que pude, assim que acabei de gozar ela levanta e fica me chupando o pau todo melado das misturas de nossos fluidos, nossa, que anjinho e esse que virou uma baita de uma mulher, ela não parou de chupar um instante depois que gozei, então la estava eu novamente de pau duro, ela ficou de quatro e eu perguntei se era pra comer o cu dela, ela responde que não, que nunca havia dado a bunda, então ela de quatro eu começo a comer sua buceta novamente, nossa que buceta, não cansava de comer ela, mas eu queria aquele cuzinho, então me deu uma loucura, vendo que ela tava relaxada peguei meu pau sem aviso algum e enfio dentro do seu cu, entrou ate o talo antes que ela pudesse reagir, ela caiu deitada na cama e começa a gritar, “Para Para, ta doendo ta doendo” e eu não dei bola, continuei comendo seu cuzinho até que ela para de se debater e aceita que eu não iria parar de comer seu cu. depois de uns 3 minutos comendo o cu dela escuto leves gemidos dela, então perguntei:

-Ta gostando Filha, você e uma safada, mas minha anjinha.
– Tava doendo muito pai, muito mesmo, mas agora quero que o sr continue, agora ta muito gostoso.

Ela gemendo muito anuncia o gozo, e gozou pelo cu, eu nessa historia anuncio que vou gozar, então ela em um movimento que até hoje não sei como ela fez, tira meu pau prestes a gozar do seu cu e começa a chupar, mais uma vez tive uma das melhores gozadas de minha vida, ela deita ao meu lado e dormimos.

Passei os 5 dias comendo ela, minha esposa voltou e voltamos a rotina normal, mas nos momentos em que temos a sós minha filha, minha anjinha me faz gozar como um louco com seu boquete.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *