Categories
Uncategorized

Irmã bêbada

Irmã bêbada
Moro com meus pais e uma irmã mais velha de vinte e cinco anos. Mariana é loira, alta, tem uma bunda bem empinadinha e peitos que parecem melões! Sempre senti tesão vendo ela só de calcinha. Inventava desculpas para entrar no quarto dela antes de dormir, só pra ver aquele rabinho! Minha irmã sempre dormia só de camiseta e calcinha de algodão.

Durante um final de semana meus pais viajariam e pediram para minha irmã e eu não sairmos de casa, pois eles não queriam ficar preocupados. Mariana era bem baladeira, mas aceitou sem reclamar. Só de saber que íamos ficar em casa sozinhos eu já fiquei alegre, pois ia vê-la com as suas roupinhas.

Quando chegou o final de semana meus pais partiram e minha irmã logo veio me avisar que ia em um aniversário com uma amiga mas que voltaria cedo para casa. Fiquei triste pois sabia que ela estava mentindo, com certeza Mariana ia chegar tarde e eu nem estaria mais acordado!

A noite passou rápido e perto da meia-noite tomei banho e deitei para assistir televisão. Já tinha assistido a um filme inteiro e nada do sono chegar, até que meu celular tocou, era o número da minha irmã! Atendi rapidamente e uma amiga dela falou que estavam no carro, paradas em frente de casa e pediu para eu ajudá-la a trazer minha irmã para dentro, pois Mariana estava muito bêbada e não se aguentava em pé. Corri preocupado, só de samba canção mesmo, quando cheguei lá fora e vi minha irmãzinha no banco de trás do carro deitada, enlouqueci! Ela usava um vestido vermelho tomara que caia bem curto e colado no corpo, como ela estava de pernas abertas deu para ver sua calcinha, meu pau subiu na hora! A amiga dela percebeu imediatamente e tentou disfarçar. Com muita vergonha, eu a tirei do carro, agradeci a amiga dela e levei Mariana no colo pra dentro de casa…

Fui direto para o quarto, larguei minha irmã na cama e prontamente tirei o seu vestidinho. Ela estava completamente apagada! Fiquei observando ela só de calcinha, pois a safada estava sem sutiã! Nessa hora meu pau já estava latejando de tão duro! Dei umas cutucadas na barriga dela pra ver se acordava, mas que nada, nem se mexeu!

Daí eu tirei a calcinha e comecei a chupar sua bucetinha rosada, que estava com a depilação em dia, toda lisinha. Nessa hora, Mariana começou a se mexer como quem estava recobrando a consciência, mas eu nem liguei! Bêbada daquele jeito, mesmo que acordasse, no dia seguinte não lembraria de nada! Aproveitei esse momento e decidi colocar o meu pau na sua boquinha.

Mas quase não consegui, pois Mariana não abria muito a boca que já era pequena e eu não queria forçar com medo de machucar meu pau nos dentes dela. Mas de pouquinho em pouquinho, eu consegui enfiar quase metade em sua boca. Meu pau já estava todo babado, aproveitei a lubrificação e empurrei com tudo! Mariana engasgou e arregalou os olhos, mas eu não quis nem saber, forçava cada vez mais a cabeça dela contra meu pau! Notei seus olhinhos lacrimejando e borrando toda sua maquiagem, aquilo só me dava mais tesão!

Depois de uns cinco minutos, eu passei a penetrar sua xoxotinha! Mariana cada vez mais se debatia, mas depois de um tempo percebeu que seria inútil e ficou quietinha somente gemendo de dor, às vezes eu sentia que eram gemidos de tesão! Já estava cansado daquela posição e a virei de quatro, com muito esforço, porque ela estava bem molinha devido à cachaça. Adorei ver minha irmãzinha com aquele bundão empinado pro teto! Comecei a invadir sua bucetinha linda com força! Ela se contorcia de prazer e eu cada vez com mais vontade…

A visão ali de cima era espetacular, sempre que eu tirava e colocava meu pau na xoxota de Mariana, o cuzinho rosado dela piscava! Dei uma cuspida na direção do cuzinho dela e comecei a pincelar a cabeça do meu pau no buraquinho para dar uma lubrificada! Quando ficou bem molhadinho, não resisti! Empurrei a cabeçona com tudo pra dentro e ela começou a gritar tudo enrolado, de tão bêbada não conseguia nem falar direito, mas entendi claramente que minha irmã pedia para que eu não comesse aquele cu rosado e virgem.

Mas eu continuei… E a cada centímetro que entrava, ela se contorcia mais. Quando entrou todo, eu esperei um tempo para que ela se acostumasse e então comecei a bombar de forma cadenciada. Segurei os braços dela nas costas e sem pena comecei a socar bem forte naquele cuzinho! Depois de alguns minutos comendo seu ânus que já estava todo detonado, eu a virei de frente e coloquei meu cacete na sua boquinha. E não demorou muito pra eu gozar feito um cavalo no rosto e nos peitos dela! Limpei a sujeira, vesti minha irmã e a coloquei pra dormir…

Dia seguinte ela acordou reclamando da ressaca e disse que não lembrava nem como foi parar na cama! Me fez prometer que eu não contaria nada pra mamãe e pro papai, concordei mas deixei claro que ela me devia uma! Mariana deu risada e jurou me dar uma calcinha pra eu ficar cheirando! Mal sabe a minha querida irmãzinha que eu já comi até o cuzinho dela!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *