Categories
Uncategorized

CASANDO COM A MULHER DA MINHA VIDA

Babes

CASANDO COM A MULHER DA MINHA VIDA
Sugiro para quem nao leu a 1º parte da minha vida, que volte e leia antes deste o relato CONHECENDO A MULHER COM QUEM EU IRIA ME CASAR ************************************************
Mais uma vez os nomes foram trocados para não prejudicar ninguém******
Depois de conhecer a piranha com quem eu me casaria, namoramos por mais um ano, até que resolvemos nos casar. Famílias de acordo, tudo preparado, o dia do casamento chegou, não havia muita gente em nosso casamento, mais ou menos umas 50 pessoas, era uma sexta-feira e iríamos viajar só na segunda-feira…vamos aos fatos.
Logo na cerimônia civil, ela me beijava e falava ao meu ouvido…?Aí que dor no cu? passava um tempo…?Ai que dor na buceta?…eu só ria e falava …?Logo vou te comer, aí passa… É falta de dar?…. eu ria… Tudo corria as mil maravilhas, casamento, festa…tudo.
Entre os convidados notei que havia onze rapazes que não estavam enturmados com as famílias, mas Paty me disse que eram velhos amigos de faculdade que consegui encontrar.
Quando fomos embora, chegamos ao Motel onde passaríamos a primeira noite, veio a fatídica frase EM FIM SÓS ! Paty gargalhou, e me mandou para a banheira até ela chamar. 15 minutos depois Paty entrou e tomou banho junto comigo, mas não me deixou agarrá-la, só me mostrava a buceta e o cu pouco dilatados e aí começou a falar ?Olha amor, aqueles machos q você perguntou lá na festa, eu os convidei. Todos os onze já me comeram, já chupei o pau de todos, já dei a buceta e o cu par todos. Pena que só vieram onze, porque convidei trinta?. Paty sentou na borda da banheira arreganhou as pernas e disse Agora eu vou falar o nome de cada um dos onze e você vai dar um beijinho na minha buceta. Mesmo duvidando daquela história, resolvi fazer…Nome de um macho, um beijinho e Paty soltava…?Te corneei com ele?
Terminado o banho fomos para o quarto, sentei em uma poltrona. Paty começou outra história enquanto colocava uma fita de vídeo para rodar(Suíte presidencial de motel sempre tem), foi assim:
?Sabe corno. Lembra dos onze machos? Eles começaram a chegar na quinta-feira, fiz minha despedida de solteira com oito deles? ? EU ?NÃO ACREDITO, VC ESTA FALANDO ISSO PARA ME IRRITAR? ? ELA ?E o corno acha que estou toda dolorida na buceta e no cu, por que? Vc sabia que iria se casar com uma putinha!? ? EU ?É MENTIRA SUA!? ..Paty riu e completou ?Não fique bravo corninho. Veja o que vai passar no filme?…
Gente! logo de início comecei a ver dois dos convidados, no vídeo,
1º FILMAGEM
****Paty vestida como uma vagabunda sentou na cama e começou a dizer que me amava e por isso se casaria comigo, continuava a fazer juras de amor, mas as vezes passava um FP na frente da camera ia até ela e colocava o pau na boca de minha futura mulher, ela chupava, olhava para a filmadora e balbuciava algo com o pau na boca e todos riam. Foram uns dez minutos de juras de amor e paus na boca.
A vagabunda, havia preparado tudo, planejado tudo. Na fita eu via Ptay metendo com dois, depois três. Fizeram de tudo com ela, comeram o cuzinho dela sem nenhum respeito, afinal deveria ter o mínimo de consideração com ela pois iria se casar no outro dia…Metiam e tiravam os paus mostrando minha futura esposa arrombada. Ela fodia muito, pedia mais, falava putaria que até me deixava envergonhado, ela dizia…?Come o cu…Quero caralho ma minha boca…?
2º FILMAGEM
****Notei que uma nova filmagem começava, eram outros cinco machos, os FPs que estavam no casamento, o filme já começava na putaria. Tudo se repetia, a meteção os palavrões, etc…percebi que desligaram a filmadora.Voltaram a ligaram a filmadora e Paty estava desfalecida na cama. (Ela me contou depois q fizeram quase uma hora de Dupla penetração nela), ela estava deitada de bruços e com uma perna dobrada, ouvi os caras rir e se aproximar de Paty. Um comedor, já de pau duro, subiu na cama abriu a bunda dela, passou lubrificante…Paty percebendo o que iria acontecer, falou mole e sem forças para ele não fazer aquilo, pois estava dolorida, ela não conseguia se mexer. Pedido inútil o macho cravou-lhe o pau no rabo sem nenhum respeito. Paty tentava se virar para fugir, mas sem nenhuma força, quem filmava deu um close no rosto dela, ela estava de olhos fechados e corria lágrimas e de sua boca saia um repetido ?…aí meu cu…?
***VOLTANDO PARA A NOITE DE NÚPCIAS***
Gente, eu via tudo aquilo no vídeo…espantado…Paty ao meu lado ria e falou…?O CORNO está de pau duro, veja só!?…agarrei minha, agora, esposa e transamos gostoso. Realmente ela estava arrombada e havia ficado assim a menos de 24 horas do casamento.
Quando terminamos de fazer amor, minha amada esposa levantou-se e disse ?Amor, eu te amo, mas nossa noite só começou, vá fazer uma sauna. Quando voltar terá surpresa.? Obedeci Paty, mas não imaginava o que mais poderia acontecer, pensava comigo… ?Fui CORNO ontem, vi um vídeo sensacional, comi minha puta…o q será q ela planejou a mais..?? enquanto fazia sauna via pelo vidro embaçado, minha esposa se vestindo de noiva, mas com aquelas roupas de sex-shopp, não entendia, mas estava gostando. Ao terminar a sauna Paty mandou q eu me vesti-se no banheiro mesmo com uma roupa de noivo, comprada no mesmo lugar. Minha amada mandou q eu esperasse no banheiro até sua ordem para eu ir para o quarto. Fiquei ali, mas demorava e resolvi acabar com a surpresa e agarrá-la. Quando entrei no quarto levei o maior susto ! Minha esposa chupava e punhetava 5 machos, os mesmos q estiveram no casamento, os mesmo caras da fita de vídeo, fiquei paralisado, quando Paty me viu gritou ?Quem mandou você vir aqui seu chifrudo? Não te chamei seu CORNO!?
Falei com ela q não queria mais aquilo, q aquela era nossa lua de mel e deveria ser nossa, mas Paty retrucou na hora ?Seu CORNO, era para você me comer na frente dos meus machos e eles ficaria vendo de paus duros…, agora só por isso quem vai ficar olhando agora é você.?
Ela voltou a chupar os machos e eu ali vendo 5 paus endurecer na boca da mulher q eu havia acabado de casar.
Sentei no chão na beira da cama, minha mulher ficou de quatro para os machos e com a cabeça bem próximo, a minha frente. ?CORNO, vai lá trás beija minha buceta , deseja boa sorte a ela e volte a sentar aqui na minha frente? Fiz o q minha esposa mandou e quando voltei ela mandou ?Comam minha buceta, vou adivinhar de quem é o pau, se eu errar cravem o pau no meu cu até eu acertar? Não acreditava no que eu estava ouvindo, mas começou a putaria, Paty de quatro, cabeça baixa e quadril empinado, ancas abertas, queixo sobre as mãos e rosto bem próximo do meu. Via minha esposa balançar com as estocadas q levava na buceta, ela errava o dono do pau e logo em seguida eu via sua testa franzir e dizia ?aí…caralho, agora ta no meu cu…? Eu tentava olhar para a cena, mas era prontamente segurado por ela sob voz de comando ?Fica aí seu chifrudo, não vai ver nada, só vai saber o q eu te contar?…isso durou até Paty gozar duas vezes.
O q me prendia aquela puta, a qual acabara de casar, é q quando estava descansando entre uma orgia e outra, Paty só dava atenção para mim. Beijava-me, conversava de assuntos variados, fazia de conta q nada havia acontecido, até a próxima trepada.
Treparam com minha mulher até umas três da manha e foram embora. Eu e Paty fizemos amor e dormimos. Em fim o início de nossa lua de mel a sós, como um casal normal. Bem ao menos até 12:30 quando o telefone tocou. Fiquei puto com minha amada pq havia deixado o celular ligado; ainda dormindo Paty falou algumas coisas q só deu para entender ?….no final do Motel, suíte Presidencial 155?. Desligou e resmungou ?dorme amor… dorme… Hiper cansado não tive dúvida … cai no sono. Acordei com minha esposa me chamando e beijando, quando abri os olhos lá estava ela vestida outra vez com a tal roupinha vagabunda de noiva, banho tomado e sorridente. Fui para o banho, ao sair do banho levei outro susto q não sabia o q fazer. Paty chupava dois paus enormes e mais um cara de pau normal estava sentado na poltrona observando, quando me viu falou ?Senta aí amigão, aproveita para ver o show?. Quando Paty percebeu q eu fiquei parado, sem ação, ela largou aqueles cacetes veio até mim, me beijou a boca e disse ?CORNO, este é o fim de nossa núpcias. Você vai levar para viajem de lua de Mel uma mulher arrombada, não vai nem dar para vestir biquíni, ah!?. Minha mulher viu q eu não gostei, foi aí q ela falou ?Calma corno, não está gostando? Pêra um pouco q a dor do chifre vai passar rapidinho e você vai ficar de pau duro?. Paty voltou e chupou mais um pouco os enormes cacetes, pegou um tubo de KY e me pediu que passasse em sua buceta. Me recusei a fazê-lo, Paty se irritou e falou ?Passa KY na minha buceta seu chifrudo. Ou vou mandar eles me arregaçar a seco. Estou muito dolorida e se você não passar vou ficar muito puta com você. Passa para facilitar. Além do mais, você não vai fazer esta desfeita para meus amigos que vieram para o nosso casamento?. Não tive alternativa, enquanto passava o KY ouvia ?Corno manso, ta fazendo cócegas na minha buceta….Passa de vagar q a buceta está dolorida, CORNO ….e muito mais…. ?Agora abre para o macho colocar, fica olhando cada centímetro entrar na sua mulher?. O FP, fez escorregar cm a cm aquela tora na buceta, já arregaçada da minha mulher. Ela gemia de dor e prazer.
Lauro, um dos pausudos, foi para frente de Paty e mandou ela chupar, ele era um cara meio folgado e como os outros, não tinha nenhum respeito por minha mulher, chamava Paty de puta, mandava ela falar alto q gostava do pau dele, batia com o pau no rosto dela, falava q iria enfiar aquele poste no cu dela. Paty gemia com outro pau na bucetinha e só me olhava as vezes, ela não tinha mais condições de ficar fazendo graça para mim, estava exausta, arregaçada. Lauro gozou no boca de minha esposa e André na buceta. Paulo só ficou olhando. Paty foi ao banheiro e rapidamente fui atrás para perguntar a ela se queria q eu acabasse com tudo aquilo e mandasse os caras embora, mas ela disse q não, que era nossa lua de mel ela havia combinado tudo e não poderia decepcionar os amigos. Paty me beijou e agradeceu por minha preocupação e me elogiou dizendo q foi por isso q casou-se comigo, eu era um bom marido e um verdadeiro corno manso.
Os três foderam minha amada a tarde toda.
Paty nunca mais voltou a preparar uma putaria tão grande assim. Ela diz que esta lua de mel foi uma coisa a parte. Hoje ela sai com outros caras, mas no máximo com dois e nunca nega o retorno ao seu amado marido .
Gente desta lua de mel vou contar algumas frases q foram repetidas muitas vezes pela mulher com quem acabara de casar e que ficaram gravadas em minha vida.
– Mostra pro CORNO, mostra pro CORNO…
– To arrombada seu chifrudo…
– Dá beijinho (Isso significava uma seqüência de selinhos: 1º nos lábios, 2º no cuzino e 3º na bucetinha).
– Vem ver corno manso…
– Amor ! Tem macho fazendo o que era para você fazer. ?Tão? comendo a sua mulher na Lua de Mel.
E muitas mais.
Fiquei um pouco chateado com a suruba de minha mulher porque os convidados não tiveram o mínimo respeito, foderam o que quiseram, como quiseram, gozaram na boca, nos peitos, arregaçaram sem dó. Poxa! Os caras poderiam ter a mínima consideração, afinal Paty se casaria em menos de 12 horas e depois é muita cara de pau dos caras aparecerem na lua de mel…
Em fim, tudo aquilo acabou por volta das 17:00h. Os caras foram embora, Paty não podia nem andar direito. Cuidei de minha esposa, como quem cuida de um bebe. Paty tinha buceta tão aberta q parecia q nunca mais fecharia, os lábios para fora, toda vermelha parecendo que estava morta, seu cu arrombado, era um buraco que só se fechava depois de uns 3 cm de profundidade e quando ela forçava um pouquinho abria um enorme vulcão, sua boca estava assada e com uma pequena rachadura nos lábio, seus seios esticados de tanto serem chupados. É quase indescritível o estado da mulher com quem me casara a horas atrás. Cuidei de Paty até a segunda feira, quando fomos para Fortaleza. Durante a viagem só chupadinhas bem de leve e eu batendo punheta em sua barriguinha e rostinho. Não transamos, só fiquei cuidando de minha amada.
RESUMO: Minha mulher planejou tudo. Convidou para nosso casamento os machos que mais lhe foderam. Cuidou de hospedar esses safados um dia antes de nos casarmos. Fez sua despedida de solteira dando para eles em duas etapas, dividindo em turno, mas no mesmo dia. Levou 5 machos para nossa Noite de núpcias. Levou 3 machos para nossa primeira manhã de casados. Só não vieram os 11 porque os outros tiveram q voltar para suas cidades. Preparou para ser literalmente arrombada. Me fez oficialmente um CORNO MANSO. Mostrou que é uma PUTA. E por fim provou que me ama, pois fez tudo pensando em mim, não me deixou nem um minuto sem atenção. Sou CORNO, mas de uma mulher que me ama.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *